Páginas

quarta-feira, 7 de junho de 2017

O Violão do Mestre Gamela

Mestre de vários músicos de Brasília como Rosa Passos e Nelson Faria, Gamela tinha um método peculiar de ensinar violão.  Dava aula ensinando por repetição os arranjos que fazia de várias composições da bossa nova. Era ali, olho no olho, dedo no dedo e você aprendia a tocar os mais sofisticados e belos arranjos.
 Gamela era engraçadíssimo e tinha um mau humor folclórico quando falava de música e músicos que não gostava. Sua frase preferida era: "se eu acho Bethoven mais ou menos, imagina o que não estou achando disso." Imaginem eu, que sou apaixonado por Chico Buarque, que Gamela detestava, tinha que aguentar durante as aulas.
 Numa minúscula quitinete situada na 105 norte, passei boa parte de minhas noites tocando, conversando, rindo, discutindo e aprendendo com o mestre. Corcovado, Eu Sei Que Vou Te Amar, Canto de Ossanha, O Barquinho, e por aí vai. Enfim, fica aí abaixo, no arranjo de Manhã de Carnaval, minha homenagem ao grande mestre.

6 comentários:

Waldir Dantas disse...

Um grande musico. Lembrei de ti. Um abraço.

Lena disse...

Já dizia Ataulfo Alves: "Morre o homem fica a fama..."

Bjs

Unknown disse...

Impossível não rir ao lembrar dos comentàrios sarcásticos do gamela. Como bem disse ivanildo: aprendi a falar mal de muita gente com ele.
Descanse em paz!!!

Marcelo disse...

Que pena que o vídeo não dá pra ser visto pelo celular (Android).

Marcelo disse...

Que pena que o vídeo não dá pra ser visto pelo celular (Android).

Antonio Marcos Reis disse...

Mestre Gamela foi literalmente um grande mestre, Morreu aqui em minha cidade onde passou seu últimos trinta anos de vida em Anápolis GO.

Por isso fizemos uma pequena homenagem a ele.

Criamos a Associação Cultural Mestre Gamela (AculturAmegA)

associação sem fins lucrativos onde ensinamos musica, capoeira, artes informática para adolescentes e crianças, sem nenhum custo

Vou deixar o link se alguém quiser conhecer o projeto fiquem a vontade.

http://www.aculturamega.com

Obrigado a todos.