Páginas

segunda-feira, 3 de março de 2014

Trilogia da Feiura - Terceiro Poema



Minha Filha, Tu É Feia Hein?!

Moça, meu iaiá, meu ioiô.
Feia como o cão
não temas a solidão, raio, estrela, luar
destino ou dor.

Visitarei tua cama
sujo de carmim, de suor o fedor.
Wando de todas as horas,
serei eu teu salvador

Um comentário:

Lena disse...

KKKKKKKKKKKKK Muito bom!

Bjs