Páginas

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Encarando Ali

Quem gosta de boxe precisa assistir ao documentário “Encarando Ali” (2009), de Pete McCormack. 
Conta a vida e carreira de Muhammad Ali por meio de depoimentos de seus principais adversários. George Foreman, Joe Frazier, Ken Norton, Larry Holmes, George Chuvalo, Earnie Shavers e Leon Spinks, todos narrando os detalhes de suas lutas contra Muhammad Ali.
Para quem assiste o vídeo fica claro que nunca existiu um peso-pesado tão inteligente quanto ele, capaz de empregar táticas suicidas para superar adversários mais fortes, como na histórica luta contra George Foreman no Zaire, em 1974, quando apanhou por vários rounds só para tirar a energia de Foreman, antes de nocauteá-lo.
No filme, Foreman conta que Ali, no fim de um dos rounds, olhou para ele com uma expressão irônica em que parecia dizer: “Aha, te enganei. Agora vou acabar com você.”
Mas Ali não é o único grande personagem do filme. As histórias de vida de vários dos entrevistados são impressionantes.
É o caso de George Chuvalo, um peso-pesado canadense que perdeu duas vezes para Ali por pontos e que nunca foi nocauteado em mais de 90 lutas e 23 anos como profissional.
Chuvalo fala sobre a miséria de sua infância e relata sua trágica vida familiar, quando perdeu três filhos e a esposa para as drogas (a mulher e um dos filhos cometeram suicídio).
Os depoimentos são todos de engrandecimento a Ali, mas os entrevistados também não deixam de apontar suas possíveis fraquezas.
Chuvalo, por exemplo, garante que Sonny Liston entregou a famosa luta de 1965 contra Ali (diz a lenda que Liston trabalhava para a máfia de Chicago, que havia apostado pesadamente numa vitória de Ali).
Joe Frazier lembra a humilhação que sentiu com as provocações de Ali na imprensa, que feriram seu orgulho e o motivaram a vencer Ali na “Luta do Século”, em 1971.
Um dos depoimentos mais comoventes é o de Ron Lyle. Preso por assassinato ainda adolescente, Lyle aprendeu boxe na prisão e tornou-se um dos pesos-pesados mais temidos de sua época.
Lyle foi um dos únicos três homens a derrubar George Foreman e perdeu para Ali por nocaute técnico, numa luta que vencia por pontos e cuja interrupção foi motivo de muita polêmica.
Apesar disso, Lyle parece grato a Ali: “Eu vim da prisão, quase morri, mas tive a chance de lutar contra o maior campeão que já existiu. Estar frente a frente com Ali mudou minha vida.”

Assista ao Trailer do documentário no link abaixo:

http://www.facingalimovie.com/



Um comentário:

Lena disse...

Mais um história que conheci através de você. Legal!

Bjs