Páginas

sexta-feira, 24 de março de 2017

Tratamento da Enxaqueca


Osias Canuto
Impulsionado por terceiros lá fui eu à consulta com o médico que me livraria das dores de cabeça que sofro desde que me entendo por gente. A foto ao lado, aos 4 anos de idade,  não me deixa mentir.
– Evite macarrão, pão, salame, pizza, chocolate, vinho, amendoim, cerveja, sol, luz em excesso, perfumes fortes, barulho, comer demais, comer de menos. Evite aborrecimentos, emoções fortes.... e por aí vai. 
Olhei para trás procurando uma outra pessoa dentro do consultório a quem o médico pudesse estar passando aquelas recomendações todas. Talvez um defunto ou uma estátua. Não havia ninguém. Era comigo mesmo que ele estava falando. Um pouco preocupado com a quantidade de restrições, resolvi esclarecer uma dúvida: 
– Mas essas prescrições são para agora, enquanto estou vivo? Ou devo segui-las somente depois de morto?
- Sei que é difícil, mas garanto que isso vai livrá-lo das dores. 
- Entendo. 
Deixei o consultório com uma série de recomendações e um punhado de pedidos de exames. No elevador o ascensorista sorri: Bom dia! Não respondi. Fiquei olhando para ele, em silêncio, tentando lembrar se o médico havia dito algo sobre os riscos de responder a um "bom dia". Saí do elevador sem conseguir me lembrar e, pior, sem responder. Lembrei-me das minhas dores de cabeça e de todos os belos momentos que tínhamos vivido juntos. Ao ver a primeira lixeira depositei todos os pedidos de exames e também todas as prescrições restritivas. Ainda não estava pronto para uma separação tão brusca e, principalmente, para tantos e tão insuportáveis sacrifícios. 
A vida é realmente bela!

4 comentários:

Lena disse...

Só vivendo numa bolha e se alimentando de soro. kkkkk
Beijos

Menino da Papuda disse...

Canutão....kkkkk! evite aborrecimentos, quando o medico trazer a conta, não faça nada. kkkkkkk.

revistamino2008 disse...

Sensacional... Como dizia papai: Quem vai a médico procura doença. rs,rs
Bjs
Te amo

Anônimo disse...

Pra vc Caca eu digo, não perca a esperança. Quando aposentar passa. Pelo menos a minha acabou depois que me aposentei e parei de sair de casa no horário do sol muito quente e de muita claridade.
Bjs