Páginas

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

The Long and Winding Road


Parado diante do Studio Abbey Road, em Londres, imediatamente me vem à memória o vídeo da canção que, para mim, é a mais bela canção dos Beatles: The Long and Winding Road.
Imaginei os quatro entrando no Studio, já praticamente sem trocar palavras entre si, e indo para a gravação. A música, embora seja registrada como parceria entre Paul e John, é somente de Paul MacCartney. Foi composta em sua fazenda, na Inglaterra, e já era um prenúncio do fim da banda. A letra, melancólica, diz tudo. “The wild and windy night that the rain washed away has left a pool of tears crying for the day”.
Mas o que eu queria mesmo é falar sobre o vídeo. Simplesmente lindo! A presença de Yoko Ono, pálida e fria como a morte,  era uma afronta aos demais integrantes. Muitos atribuem a ela os créditos pelo fim da banda. Besteira. Yoko Ono, apesar de ter tido enorme influência sobre John Lennon, não teve tanto poder assim. Os Beatles acabaram porque alcançaram o que Hitler e Napoleão perseguiram inutilmente: conquistaram o mundo. Não tinha mais sentido existir. Alcançaram tudo que uma banda de Rock pode imaginar conseguir e muito mais. Não é possível a existência nestas condições. Não há mais objetivos a serem buscados. Se, além disso, existe outro motivo, acredito que a morte prematura de Brian Epstein pode ser considerada o início do fim dos Beatles. Epstein, com toda sua loucura, era o que permitia aos garotos pensarem somente em se divertir e compor. Quando morreu deixou um vazio jamais ocupado.
No vídeo é possível sentir o clima triste e melancólico do fim de um relacionamento. John Lennon e George Harrison cabisbaixos, empunhando guitarras das quais quase não se ouvem notas. Ringo Star olhando fixamente para câmera era um zumbi baterista. É como se Paul MacCartney estivesse só no Studio. Ele e o tecladista Billy Preston, responsável pelo lindo solo.
Não posso contar quantas vezes já assisti a esse vídeo. E não me canso. Segue aí, para quem nunca viu. É uma das coisas mais lindas e tristes que já vi em toda minha existência.
A vida é realmente bela!

2 comentários:

Anônimo disse...

Nessa ele acertou!

Marcello disse...

Concordo, é a melhor deles... E poucos vão concordar com isso.