Páginas

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Morreu Mário, Que Te Pegou Atrás do Armário


Informo aqui a morte de Mário. É isso mesmo que você leu. Mário, que pegou uma legião de inocentes atrás do armário, foi obrigado à aposentadoria.
O inimaginável se deu. Mário, o tarado incorrigível, não se cansou do centenário móvel ou dos prazeres desfrutados atrás do mesmo, apenas percebeu, tardiamente, a impossibilidade de prosseguir com sua arte.
O fato é que os antigos armários, onde Mario trabalhava com insaciável e incansável competência, foram devorados por cupins celibatários ou por pudico mofo. Os armários de hoje são respeitosamente embutidos e já não permitem mais o trabalho de um profissional da sacanagem como Mário. Não existe mais o “atrás do armário”.
Os armários modernos, provavelmente insuflados por ratazanas moralistas, grudaram-se às paredes em nome da retidão e do recato. As próximas gerações terão que arranjar outro colaborador. Mário, por ironia, foi pego justamente quando saía de seu esconderijo. Aquele mesmo esconderijo para onde, outrora, em nossa infância e adolescência, endereçamos tantos amigos inocentes e desavisados.
Milhões de seguidores por todo o mundo choram neste momento o sumiço de Mário. Alguns por não poderem mais mandar vítimas ao carrasco, outros, menos confessos, por guardarem boas recordações de quando foram enviados para trás do erótico guarda-roupa.
Adeus, Mário! Mário? Mas que Mário?


3 comentários:

Marcelo Barbosa disse...

R.I.P Mário.
Rs

Fabrício disse...

KKKKKK Sensacional! Valeu!

Zé Carlos disse...

Haja criatividade! Parabéns pelo maravilhoso texto!